terça-feira

POESIA GÓTICA LEVADA

Tags

rosa preta negra poesia
Os cheiros das rosas
mudaram o tempo,
o vento
que por mim passa
e leva;
Leva toda vida,
leva toda hora,
leva um dia,
mas não trás de volta.
Sombra um caminho
sem rumo
e destino.
Sobra um pouco
de tristeza
e angustia.
Mas, um dia acaba,
e daí nada sobra:
nem resto,
nem texto,
nem tempo,
nem vento,
nem caminho,
nem destino.
Nos minutos precedidos
a vida leva,
te leva,
mas não retornar
nem volta atrás.