terça-feira

SONHAR COM VAMPIROS SIGNIFICADOS

Tags

vampiro boca suja de sangue noite escura cemiterio

A existência do vampiro está intimamente ligada aos sonhos.
Nesse mundo, onde passado, presente e futuro se fundem em imagens nascidas no inconsciente secreto de cada um, o vampiro vai se infiltrando para dar mais um passo no seu caminho para a eternidade.
Essa presença, proporciona à sua vítima momentos de terror misturado com o êxtase supremo da realização carnal.
Os sonhos acontecem indiferentes à nossa vontade, ou como um meio de se conseguir a realização dos mais secretos desejos reprimidos pela consciência cristã.
Dessa forma, a pessoa vampirizada começa a travar dentro de si uma batalha ente a racionalidade e os delírios oníricos, ou como queiram, a tentação da eternidade corporal contra o instinto de sobrevivência na realidade comum a todos os homens.
Essa luta enfraquece a vítima, facilitando ao vampiro a construção de uma nova morada de onde poderá subtrair a essência vital à sua eternidade.
Nas mais famosas histórias de vampiros sempre o primeiro contato entre ele e a vítima é feito através dos sonhos. Jonathan Harker, ao se aproximar da região dos Carpátos, onde o Conde Drácula exerce o seu reinado de terror, começou a ter pesadelos bizarros. Mesmo depois de estabelecido o contato no castelo onde habita a "criatura", Jonathan Harker não consegue ter a certeza se tudo que via era um terrível pesadelo fruto de sua imaginação, ou se real.
No momento em que o cientista Van Helsing prepara-se para a destruição do Conde, ele lhe diz que mesmo que sua carcaça pó, jamais poderia ser destruído, pois as suas sementes já estão enraizadas nos sonhos, mundo no qual a ciência não pode exercer sua influência.
Caramilla - o disfarce da sensual vampira Mircalla Karnstein - aparece nos sonhos de uma jovem filha de nobre da região de Styria, no antigo Império Austríaco.
A vampira de Karnstein envolve sua vítima num paraíso onírico repleto de carícias lésbicas, transformando a fraquesa da sua vítima numa sensual teia de sonhos e prazer.
Sonhar com vampiro e ser influenciado por ele nos sonhos são duas coisas completamente diferentes. Qualquer pessoa pode sonhar com a imagem do vampiro sem necessariamente estar sendo vítima.
Nesses casos existem várias maneiras de interpretar o verdadeiro significado da aparição desse ser noturno durante o sono. As interpretações que se seguem são evidentemente contraditórias, pois são vistas de diferentes prismas.
O leitor terá que procurar fazer uma análise de acordo com seus sonhos para entender. O antigo filósofo Cagliostro, por exemplo, escreve no seu livro que, sonhar com vampiros, chupando-lhe o sangue, significa grave doença.
Já Romàn Cano nos oferece a interpretação tradicional e também uma baseada em estudos científicos.
No primeiro caso, escreve o famoso onirólogo: "este tema não se refere somente ao vampiro tradicional, mas também a todo tipo de entidade real ou imaginária que alertar nossa vitalidade.
É muito importante que tenhamos presente este sonho em relação íntima com algumas delas".
É preciso ter em conta que o vampiro que nos anuncia o sonho pode ir atrás de nosso dinheiro em lugar de nossas energias.
Este sonho tem uma clara conotação sexual, especialmente se a entidade consegue entrar em contato íntimo conosco.
Ainterpretação científica seria a seguinte: pode ocorrer que nos vejamos representando o papel de vampiro.
Expressamos assim nossa ansiedade de possessão sexual.
A identidade da pessoa atacada nos revelará quem é o objeto de nossos desejos. Poder manter relações sexuais com ela acalmará essa ansiedade. Se essas relações não são possíveis será conveniente buscar uma outra solução, porque se está formando um perigoso desequilíbrio interior na mente daquele que sonha.
Já os ciganos entendiam que esses sonhos significavam muito bom presságio de êxito financeiro.
Mas aconselhavam que após o sonho a pessoa deveria se resguardar durante uma semana de manter relações sexuais com novos parceiros, pois nesse caso correria o sério risco de ficar sem sangue.
Também o pai da psicanálise, Sigmund Freud, estudou porventura a relação dos sonhos com o cotidiano do indivíduo, e segundo a sua interpretação, os vampiros nos olhos significam um desejo obsessivo de posse sexual chegando ao extremo de um parceiro querer incorporar o corpo de seu amante.
Ele complementa afirmando que para esse estado ser superado é necessário que o indivíduo passe a manter relações sexuais anormais e abundantes para saciar essa ansiedade voraz.
Para Jung, a presença do vampiro nos sonhos é a parte negativa e destruidora da alma que deseja sair das profundezas em que está presa pelo ser racional.
Ele aconselha a pessoas nesses casos a desviar-se de todos os pensamentos doentios a fim de se libertar dessa presença.