sexta-feira

GÓTICOS E A IDENTIFICAÇÃO COM VAMPIROS

Tags

goticos,vampiros,preto,boca,mordida

Drácula é genuinamente um romance gótico, todavia, necessário se fez algumas considerações sobre a peculiar identificação dos Góticos com o príncipe das Trevas. O romance Drácula foi totalmente desenvolvido e aclimatado numa atmosfera gótica, mas muito além disso, observa-se que o comportamento do vampiro é a própria síntese do universo gótico. Tal qual um vampiro, é na noite que os góticos desenvolvem o Máximo de sua capacidade de expressão. Drácula é essencialmente um ser introspectivo, angustiado com a sua própria condição existencial, ele vive inserido no contexto social isolado nos castelos ou nos porões. 9 A imagem angustiada e apaixonada do solitário vampiro traduz com fidelidade os sentimentos daqueles que mesmo inseridos no contexto social, vivem entre as luzes e as trevas. Além do visual, estes e outros elementos praticamente definem a identificação dos góticos com o vampiro.

O motivo estaria na ligação que muitas pessoas acabam fazendo erroneamente, quando veem os góticos como vampiros; pois há uma grande confusão por ambos terem gosto pela vida noturna, romantismo mórbido, a maneira de se vestir, caracterizadas por trajes antigos usados nos filmes. Mas principalmente porque grande parte dos góticos tem o costume de frequentar cemitérios, mesmo durante a noite. Um hábito que pode parecer estranho para quem não entende, mas que é muito simples. Nos cemitérios encontra-se paz. "É um local tranquilo, onde pode-se escrever poemas, sem barulhos ou medo de ser assaltado" O problema de frequentar cemitérios está nas pessoas que entram durante a noite para promover saques, acabando por deixar a culpa nos góticos, que utilizam o local apenas como fonte de inspiração, respeitando e de certa forma protegendo o cemitério. "a fixação por cemitérios é maior no sentido intelectual, por expressarem a arte gótica e principalmente inspiração", "O que é escuridão para a maioria, é a fonte de inspiração dos góticos`